Vida na roça

Tenho passado muito tempo na casa da minha avó e, consequentemente, em companhia das velhinhas da vizinhança que aparecem por lá no meio da tarde para visitas. Dona Juliana já é minha amiga. Tomamos chá juntas duas vezes por semana, e ela, apesar dos 80 anos, se orgulha de estar com a mente em dia. Ao contrário das costas, que doem. É essa a única reclamação.

Eu decorei a lista das doenças da terceira idade: artrite, artrose, nervo ciático, pressão alta, alzheimer. Dona Juliana só sofre das costas.

Hoje encontrei dona Juliana na calçada tentando enfiar três gatinhos filhotes pelas grades do portão do vizinho. Parei para conversar e pegar os gatos no colo. Ela falou que a vizinha não cuida bem, e eles invadem a casa dela atrás de comida. Conversamos sobre o tempo, os hábitos alimentares dos gatos e as rosas do quintal dela. Então, avisei:

– Vou lá ver minha vó, dona Juliana. Depois tomamos um chá.

– Vai sim, mas quem é sua vó?

Eu achei que fossemos amigas.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s